26.2.07

don't be afraid of letting go



O corpo cedo esquece os dias raros do coração. suspende-se em dormência, deixa-se embalar. e o silêncio cresce em abraço à volta do coração.




foto de Kubik

19 comentários:

© Cláudia disse...

Devo dizer que a foto é sublime...
Excelente trabalho.
Quanto ao texto, uma vez mais, de sensibilidade extrema.

Ciranda disse...

Esquece tudo, querida, as luzes e as sombras. Talvez pense que a meia-luz compensa mais.

musalia disse...

a foto é belissima, sim.
sensibilidade anda de mão dada com moriana (por isso envenena quem a trai ;)

bj.

musalia disse...

gosto das sombras, são uma espécie de silêncio. de paz.

umbeijo, querida ciranda.

Bruna Pereira disse...

Bem pior é quando o corpo não tem onde se apoiar e o coração teima em subir paredes. A ginástica do amor também queima calorias.

:)

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Espero que me desculpe forma como faço os meus comentários, mas é pura e verdadeira...
Para mim não chega, dizer está bonito ou lindo – por isso gosto de deixar pensamentos frases de outros autores como presente da minha gratidão e do meu encanto do que leio, do que observo nas imagens e na escrita.
É a minha maneira de ser esta...
A critica faço-as, da forma como somos tratados pelo Estado que ignora os problemas da nossa sociedade e como pouco ligam aos grandes talentos que encontro nos blogs.
Peço desculpa e se alguém não gostar da forma como faço os meus comentários agradecia que me dissessem pois tentarei melhorar.
Sou apenas uma amadora de escrita que escreve pela beleza de sentir na escrita as palavras que me vão na alma e penso que é essa a beleza que encontro naquilo que leio cada um escreve com a sua beleza.
Não quero com isto desrespeitar ninguém até porque as palavras lindas, bonito têm um grande significado no meu vocabulário.
Boa semana
Beijinhos
Conceição Bernardino
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

musalia disse...

bruna

queima, pois queima e muitas:)
o coração terá de aprender a descer, suavemente...

beijos.

musalia disse...

conceição

a única regra para os comentários no meu espaço obedece, unicamente, ao respeito pela anfitriã e pelos outros comentadores. não me parece que a conceição a tenha transgredido:)

comente, pois, como entender (atendendo ao que foi dito)

volte sempre.

laerce disse...

Interessante este texto. Expectativa gorada: um coração que se prepara e que silencia.

O título diz exactamente o que penso.

Um beijo,moriana, agora não dá para pôr os bonequinhos a rir.

musalia disse...

laerce

no meio de muito trabalho, imagino:)
pois, o título, pertence a uma canção. chei-o apropriado à imagem...

beijinhos
(podemos sempre imaginar os risos, os sorrisos e as lágrimas, não é? ;)

lakiluca disse...

Que surpresa! Fica-te bem melhor este fundo, esta entourage!

A fotografia é sublime e as tuas palavras o momento exacto da melancolia.

Beijos e um grande abraço!

pilantra

musalia disse...

samy! :) que bom ver-te por aqui!
gostas do background, eu também, tem um significado especial.

sim, como está (e não é definitivo, com tempo irei modificando até ficar razoável) tem muito mais a ver comigo;)

beijinhos

Friedrich disse...

Gosto da mudança... Creio que já me tinha esquecido de vir aqui, não por mal, mas porque parei simplesmente de comentar.

O corpo surpreende-nos constantemente, e o silêncio nem sempre quer dizer que seja a ausência de abraços no coração, e por vezes o silêncio significa muito mais do que palavras sem sentido...

Um beijo meu


http://ababushka.blogs.sapo.pt/

Hugo Milhanas Machado disse...

Está realmente sublime a nova casa Moriana:) Lindíssima.

Beijo,
Hugo

Unicus disse...

Parece haver uma expectativa não realizada. A foto é sem dúvida, magnifica. E a tua sensibilidade idem.
Beijos, Moriana

Pedro Branco disse...

Não me pdeçam mais silêncios! Parém!!! Deixem-me decansar os abraços e o suicídio. Solto, na livre suspensão dos embalos. Até que a voz volte a cantar. Até que de novo me faça ouvir. Em olhos de te chamar.

musalia disse...

Bem-vindo uma vez mais, Hugo Milhanas Machado. (e fez-se). E, Friedrich, as mesmas palavras.

musalia disse...

unicus, há expectativas que ficam apenas no nome, em contrapartida há outras que, ou extravasam, ou são uma decepção.

musalia disse...

Pedro Branco

a voz pode ser silenciosa. o silêncio, em silêncio ouvimo-nos. ouvir-me-às.