14.5.07

e as estrelas apagavam o desencanto...

trabalho sobre foto de ewa brozozovska



a tua voz a cair-me nos ombros e eu
a encerrar-te as palavras no laço irregular da minha vida

18 comentários:

Bruna Pereira disse...

E no ombros um arrepio a preto e branco.
(O silêncio)

:)

nameless as a desire disse...

E se o laço, por um qualquer acaso, se desata? O que acontece às palavras?

musalia disse...

bruna

o arrepio da voz. ou a sua ausência, depois.
:)

musalia disse...

nameless as a desire

é a contingência de estarmos vivos...a qualquer momento o laço pode desatar-se. o laço da vida.
as palavras? não sei, existe o espírito, depois da morte? se sim, ficarão guardadas. ou espalhadas pelo universo. transmitidas, também.

Sophia disse...

As estrelas têm esse efeito! :)
Esse laço também já parece pronto a cair...

;) Baci!

sophiarui disse...

porque mesmo deslaçando os laços nos deixamos por eles enlaçar...

desejo-te sussuros bons nos teus ombros desnudos... leves...

isabel disse...

que tinta seria mais clara do que a do silêncio para dizer o que não se pode pôr em palavras... este teu cantinho é um encanto! *

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

"a tua voz a cair-me nos ombros..."

**********

Pedro Branco disse...

Outra vez? A Bela Amante nunca se cansou de mim... E sempre que me calei voltavam a cantar os seus sussurros à minha volta. Voltavam a enontrar-se as peles e os caminhos. Nunca mais foi dia no deambular daquele sorriso. Nunca mais foi noite no refelxo das lágrimas de amor. Talvez outra vez.

musalia disse...

tudo parece tão belo e sereno debaixo de um céu estrelado...

bjs, sophia:)

musalia disse...

sophiarui

quanto mais frágeis são os laços mais conseguem prender-nos. às vezes, porque a liberdade é relativa. mas nada pode vingar se não o fôr...

abraço.

musalia disse...

isabel, bem vinda a este cantinho, de palavras mas muito silencioso (à parte a voz de Anthony :)

volta sempre.

musalia disse...

inês, é o que a imagem convoca, evoca, nem sei...:)

musalia disse...

pedro branco

os caminhos são múltiplos. os dias sucedem-se. a noite sossega.
renascimento. é isso.
:)

laerce disse...

Uma voz assim dá pra sentir a textura.

Beijinhos

musalia disse...

do laço, talvez da vida. ou não.
:)

beijinhos, laerce.

bruno .b.c disse...

muito belo, este dístico
musalia. hoje, este no laço
irregular da minha vida

foi abraço (cheio) de questões
e melodia mínima prolongada para
o imo irregular das manhãs.
um abraço.

musalia disse...

bruno.b.c, as questões que quase sempre se enlaçam mais quando as tentamos desenrolar. são como as cerejas, a primeira leva à vontade insaciável de outra e outra e outra...

um abraço enlaçado de manhãs por cumprir.