15.10.07

deito os olhos no dia que se atarda

foto de katia chausheva

fecho o corpo na noite aproximada e
busco o silêncio até à exaustão do grito


16 comentários:

João Vasco disse...

No silêncio encontramos os sons quwe não se ouvem.
Bj

Noktivaguz disse...

Quando um leão ruge...todos os animais da savana ficam em silencio, a escutar...

Sophia disse...

Adorei foto e verso!
Acho que hoje, além de apreciar, entendo...eu já procurei cegueira no excesso de luz...

Baci

eyes shut & what's keeping you awake? disse...

_____________________________*

Fallen Angel disse...

( Em silêncio respeitando o grito )

Filipe disse...

e se julgas que não passo por aqui...

musalia disse...

joão vasco, no silêncio reencontramos os nossos sons, os pensamentos

bem vindo:) regressa.
bj.

musalia disse...

poderia ser, o silêncio que sucede ao clamor.
um beijo, jim:)

musalia disse...

a foto é bela, como todas de chausheva :)
bjs, sophia.

musalia disse...

eyes, *

musalia disse...

fallen angel, silencia, aqui, não lá.:)

musalia disse...

filipe, sei que passas, deixas rasto...:)

Filipe disse...

porque é que me senti de repente um caracol????

musalia disse...

e porque não aroma de alfazema ou pinheiro?
:)

laerce disse...

O grito, dizem, é a única manisfestação natural do ser humano.

Um beijinho

musalia disse...

o grito - Munch...

beijinhos, laerce.