30.10.07

to all of you


foto de dorota wroblewska


Na amizade, muitas vezes, a distância é o lugar mais próximo e de maior proximidade, isto é, onde a presença do outro de tão inteira já não pode ser medida. Sendo um lugar cheio de saudade, esse é também um lugar feliz, porque aí sem cessar se regressa e avista. É como o movimento de quem caminha num espaço alto e estreito: é preciso separar os braços e desunir as mãos, para que possa alcançar-se o equilíbrio.
Daniel Faria
LJ




to you and you and you and specially you

16 comentários:

Sophia disse...

Gosto do campo de papoilas!
Perfeita definição!

;) baci

musalia disse...

também gosto. das papoilas e das palavras de Daniel :)
bj, sophia

Mateso disse...

Tão verdadeiras as palavras!
Beijs

musalia disse...

concordo, mateso :)
bj.

Diogo Ribeiro disse...

E se nos sentirmos sem braços nem mãos?

sophiarui disse...

mandei o link para este teu post a uns amigos meus especiais que têm andado longe... tão perto!!

beijinho bom

Tiago Nené disse...

Gostávamos imenso de te ter como sócio do Blogue das Artes, aquele que pretende ser o blogue de referencia em Portugal para as artes.

visita-nos..

http://www.bloguedasartes.blogspot.com/

se aceitares é so mandares um mail a dizer qual o mail para onde queres o convite.

abraço

Duarte e Tiago

musalia disse...

diogo, utilizamos o coração, o olhar, mesmo à distância.
(ainda não tive tempo de ler o teu regresso, a minha vida anda um pouco agitada ou então, calma demais. prometo retomar, em breve:)

musalia disse...

sophiarui :) este 'novo' livro de Daniel Faria, é uma beleza: reprodução de uns escritos a um amigo - O Livro do Joaquim.
(partiu cedo e a sua obra é tão grande...)

um beijo.

musalia disse...

tiago nené, obrigada pelo convite, será um prazer. visitei-vos e enviei o mail que me pedes.
bons augúrios para o Blogue das Artes! :)

abraço.

laerce disse...

Uma presença acabada será esta amizade, um retrato que se guarda e a que se regressa quando a saudade o pede. Já não mexe uma amizade assim. Infinitamente triste apesar de feliz.

Beijinhos, moriana

Cometa 2000 disse...

brindado por ti e por aquele que nos deixou tão cedo...

espero que não duvides do meu alto apreço pelo moriana. é um espaço onde tantas vezes recebo palavras que inevitavelmente guardo como tesouros.

musalia, aqui vai o que leva também a separar os braços e a desunir as mãos: um abraço.

beijo.


ps. agora sou eu que me comovo...
:)

musalia disse...

amizade mítica, sonhada por Al Berto. ou experienciada, quem sabe :)

beijinhos, laerce.

musalia disse...

não, não duvido, se pensaste no moriana talvez este cantinho te faça sentir bem:)

para abraçar, claro, necessário fazer espaço (não tinha pensado nessa 'desunião' de braços e mãos:)

um abraço, antes que desapareças no firmamento, cometa 2000.

awake disse...

e como, às vezes, é preciso afastar para encontrar...*

musalia disse...

por vezes, awwake, é certo :)