10.2.08

A magnólia estende contra a minha escrita

a tua sombra

E eu toco na sombra da
magnólia


como se pegasse na
tua mão


daniel faria





esboço conceptual por João Lemos
entalhe por Carlos Guerreiro

12 comentários:

sophiarui disse...

(...)

:) suspiro...

Su disse...

gosto de passar por aqui

há sempre tantos sentires


jocas maradas

Francisco disse...

Como sempre, o espaço da poesia em palavras e imagens! Beijinhos e uma Magnólia dos Açores, do último fim-de-semana:
http://www.flickr.com/photos/fmsbotelho/2244603845/

musalia disse...

a poesia de daniel faria é..é...indescritível. basta senti-la...:)

musalia disse...

su :) gosto que passes.

beijos.

musalia disse...

francisco! tenho andado arredia das nossas ilhas...acontece.
obrigada pela magnólia, belissima!

um abraço.

laerce disse...

A poesia é sempre assim, pega sempre em sombras. Também se não pegasse em sombras não era poesia, era mercearia.

Beijinhos, tás melhor?

Huckleberry Friend disse...

gosto cada vez mais de coisas bonitas em poucos caracteres... imagem e texto casam na perfeição! Beijinhos

musalia disse...

laerce, mercearia?! só tu! ;)

estou melhor, sim. chás, limonadas, soro, deitar cedo...e assim, por diante.

beijinhos.

musalia disse...

huckleberry friend, eu tambem :) os textos longos cansam-me, não consigo prestar atenção durante muito tempo.

poucas palavras, leves e densas, é o que gosto...

corpo visível disse...

.
como se.
.
é muito bonito isso.
.

musalia disse...

é, é sim. a possibilidade...

corpo visível :)