12.6.08

why does it always rain on me...


todos saiem e entram
e as portas mantêem-se fechadas
lá fora neva continuamente
neva pequenos cristais de coeurs brisés

neva mas ninguém dá por nada
nem quando as mãos se tocam
a neve faz parte do cenário
mas a neve não faz parte do cenário
a neve congela a solidão
não vá ela derreter no pulsar do coração








Coeurs
Alain Resnais

(Travis/why does it always rain on me)
Fotografia de Katia Chausheva

12 comentários:

Filipe Oliveira disse...

Corações que ardem por entre a neve e o frio mas que se contêm no limite do pudor.
Vacilam, vão arriscando sem passar a linha da sua própria vergonha. Da vergonha da solidão.
Quebrar as barreiras, dialogar.
A vida é bela mas o inferno somos nós que o criamos na terra.

bj

sophiarui disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sophiarui disse...

neva... neva sempre quando se ama uma bocadinho (de)mais...

laerce disse...

São dois cenários bem determinados tomados por duas cores: o branco da neve e o vermelho do coração. é preciso impedir que um invada o outro.

Beijinhos moriana, ~

Chove por aqui também, não é só na canção.

a ainda

Hugo Milhanas Machado disse...

Também assim hoje, logo pela fresa, em Salamanca. Oh sunny days, where have you gone?

alice disse...

é bom saber que as tuas mãos continuam a nevar tão bem :)

musalia disse...

Private fears in public places (Alan Ayckbourn)...

Charlotte não acredita no inferno, diz: "o inferno está dentro de nós".

bj.

musalia disse...

Yasunari Kawabata e Terra de Neve. Shimamura e Komako. E os panos fiados, branqueados na neve...conheces esta obra? belissima...
sophiarui :)

musalia disse...

por aqui choveu um pouco e o sol brilhou, também.

muros, pois, quem sabe. mas esses resultam mais quando são invisíveis. ou não.

beijinhos, laerce.

musalia disse...

"logo pela fresa, em Salamanca", belo mote para um poema...

('cause you lied when you was seventeen)

virão, a tempo de excelentes tropelias nas ondas ;)

musalia disse...

alice :) o filme é excelente...

Josuué disse...

"Lá fora faz frio"