28.10.07

you left so soon...

(...)
Nada, como a morte às vezes, me é tão sedutor. Não é dor, nem medo, nem ausência, nem peso. É apenas essa estranha leveza de não-ser e de tão pouco ser isso.







A revolta é em mim uma cidadania. Não fui eu que me habituei à dor,
foi a dor que se tornou habitual.


Daniel Faria
LJ

fotos de katia chausheva

13 comentários:

Sophia disse...

Fotos perfeitas... mas foram os textos que despertaram a melancolia.

Baci

Diogo Ribeiro disse...

Com esse tiro certeiro à minha fragilidade, justificam-se as saudades que tive da tua escrita :)

laerce disse...

A sedução da morte sempre foi explorada na literatura,levada ao limite. Como na vida, aliás.

A segunda imagem é poderosa.

Um beijinho.

musalia disse...

gosto das fotos, gosto de melancolia e os textos de Daniel Faria são sublimes...
bj, sophia.

musalia disse...

diogo,de tiros nada sei...as palavras servem-nos, às vezes, vestimo-las :)

musalia disse...

romantismo, levado ao extremo, talvez. a época, claro, não estes versos.

beijinhos, laerce.

Andreia Ferreira disse...

"Foi a dor que se tornou habitual"... ______________________***

musalia disse...

assim o disse Daniel Faria...
:)

bruno .b.c disse...

para o daniel, tudo.
(para ti, abraços: dos
bons)

musalia disse...

bruno, sentida a tua ausência. ou antes, o teu silêncio. neste abraço do meu espaço.
(retorno, dos bons)

Jaime A. disse...

Entre todos os caminhos,
no fim de qualquer atalho,
a morte espera-nos.
Atávica, serena da certeza,
sempre sedutora,
o não-ser que nos atrai,
num voo letal
e desejado
pelas colinas do tempo.
Ficam longe
os vagidos da primeva vida,
as alegrias
das idades de ouro.
Por entre as paredes,
esconças,
algures nas veredas,
abandonamo-nos,
ao fascínio
do último voo...

Juliana Salomon disse...

tudo aqui é uma nostalgia...
lugares onde a gente nunca esteve
e se vê, de algum modo
uma jóia, tua seleçao de fotografias.
viste-me, no projeto que inicio
www.quasestoria.blogspot.com

musalia disse...

juliana, obrigada pelas palavras :)
as fotos são muito belas, concordo. visitei-te, agora. voltarei para ler com mais tempo.
:)