26.2.08

eu quebrei o anel do horizonte, eu saí do círculo das coisas*



...podemos morrer agora? sinto-te a falta...




*kasimir Malevitch
foto de Krzysztof Falcman

14 comentários:

Tinta no Bolso disse...

é impossível morrer na margem de um abraço

Bruna Pereira disse...

Gosto do guarda-chuva que abriga os dois.
É lamechas. Mas é mais do que isso, é bonito. :)

Andreia Ferreira disse...

Sim, é bonito! Muito :) ***

Dalaila disse...

e em ti vivo nas horas do abraço, morrem comigo todas as tristezas

petroy disse...

lack of "afagos e carícias"?

musalia disse...

'é impossível NÃO morrer na margem de um abraço'
:)

musalia disse...

bruna, há uma estranha quietude nesta imagem...

musalia disse...

andreia, talvez a única nota viva na composição...

musalia disse...

dalaila, algo parece cantar 'que c'est triste venise aux temps des amours mortes'...

musalia disse...

petroy, guess so...
(tempo de adquirir o tal tapete de retalhos;)

Sophia disse...

Podemos morrer a qualquer altura.
Mas morremos tantas vezes, pouco, muito, algumas partes apenas, durante toda uma vida.

Baci

musalia disse...

sophia, fénix renascida?;)
talvez, mas...recupera-se o que se vai perdendo?...

bj.

laerce disse...

Podemos!:)

musalia disse...

bora lá, então! ;)