30.3.08

a flor dos limoeiros


o seu intenso aroma
como uma onda
envolveu o regresso




os olhos
longínquos agora
do olhar
dos limoeiros







fotografia de katia chausheva

16 comentários:

menina limão disse...

:)

Hugo Milhanas Machado disse...

ou um cheiro que te traz
quando passo a tua porta e não entro
se nem sei se estás
basta-me porém este cheiro que te traz
e amar-te nas canções como um dia
nas canções
tenho este cheiro que te traz

CNS disse...

Os aromas... Rasgões no nosso espaço-tempo.

musalia disse...

esse sorriso diz-me algo familiar, menina limão :)

musalia disse...

se nem sei se estou
onde estou
maresia de braços
estrelas ciciantes
- "mais perto" -
a balada na pele
debaixo da pele
e a viagem onde descubro
a melodia

(e na barca me deito)

musalia disse...

cns, "la madelaine temprèe dans le thé"?
:)

menina limão disse...

olha outro - :)

Von disse...

Os incensos e as copas das árvores aguardam os regressos... sempre nos fins de tarde de sol longínquo.

Von (Rajna "Ranakpur")

laerce disse...

Olá,

O aroma, se associado a vivências fortes, não se esquece, não é?

Beijinhos

musalia disse...

lindinha menina :)

musalia disse...

von, de repente...não, não pode ser.

incenso? um pouco enjoativo, já as especiarias, aromas e cores, fabulosas! (lembrei-me de um filme sobre as especiarias, a magia das especiarias)

musalia disse...

laerce, acontecia com Proust, não era?
:)

beijinhos.

Von disse...

De repente não pode ser... o quê? O incenso, as copas das árvores, os regressos ou o fim de tarde?

Von

musalia disse...

Nada disso. O nome, 'Ranakpur' - templo indiano - trouxe-me sons. Apenas isso.

(Rajna, cantora búlgara?)
(von=de?)

Von disse...

Rajna, dueto francês de música etno-etérea.

Von (de?... Von!)

http://www.rajna.net/

musalia disse...

ouvi um pouco, várias influências, pelo que li. terei de ouvir melhor, Von!

(em tempos ouvi algo parecido, em tempos.)