1.6.07

*why did you not look at me, Iokanaan?

(...)
I need
the darkness
the sweetness
the sadness
the weakness
I need this
...

Natalie Merchant
(my skin)



corpo crivo a desejar tréguas na luz
dorida do dia açucenas mãos desenham pensamentos
em labirinto coalhado de palavras



foto de ira bordo
*oscar wilde, salomé

19 comentários:

nameless as a desire disse...

"I may know the word
But not say it
I may know the truth
But not face it
I may hear a sound
A whisper sacred and profound
But turn my head
Indifferent"

Natalie Merchant - I may know the word

(provavelmente já a tratas também por tu) ;)

Uma boa noite e um fim de semana melhor ainda.

Cristina Nobre Soares disse...

"...labirinto coalhado de palavras..."

lindo.

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

...and sometimes, so do I...*

Francisco disse...

Beijinhos aqui das brumas que nos envolvem há dois dias! :)

parole disse...

Muito bonito este blog. Parabéns!

[Ira Bordo, a foto]

musalia disse...

'I may love the fruit
But not taste it
I may know the way
To comfort & to soothe
A worried face
But fold my hands
Indifferent
(...)
This may be the time
But I might waste it
...

(não tanto...;)

final de domingo sereno.

musalia disse...

cristina:)
são-no, as palavras...um labirinto

musalia disse...

inês, somos duas :)

musalia disse...

francisco!:) brumas? aqui, muito sol e calor.
um abraço.

musalia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
musalia disse...

parole, bem vinda:)
obrigada pelas palavras, pelo menos foi uma forma gentil de corrigires o meu erro;)
volta sempre.

Cometa 2000 disse...

a fotografia é muito bonita. pede que não se pense muito. que se dispare a escrita...

gostei muito de:
"corpo crivo"
"labirinto coalhado"

bom fim de fim de semana.
:)

Menina dos olhos de água disse...

Eu não te sei comentar, decididamente. O que escreves é demasiado bonito para isso. Digo-te apenas que adoro a música que escolheste para o blog. O Antony é sempre a melodia de fundo perfeita para a tua poesia.

Um beijinho.

musalia disse...

cometa 2000

é belissima, de facto:) somos terra, somos seiva, somos raízes...

um beijo de boa noite:)

musalia disse...

menina dos olhos de água :)

Anthony, foi um deslumbramento. não consigo desligar-me desta melodia :)
obrigada...

bj.

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

desculpa, mas agora apetece-me comentar um teu "comentário"...!

"somos terra, somos seiva, somos raízes..."

e como o somos...***

laerce disse...

moriana,

As histórias falam-se a a Wilde aproximo Flaubert no conto Herodias:
- « Je veux que tu me donnes dans un plat... la tête... » Elle avait oublié le nom, mais reprit en souriant : « La tête de Iaokanann ! »

Bem, a tua escrita parece automática aqui, mas não é.Pus um ponto final entre dia e açucenas,mas já o tirei para não perturbar.

Beijinhos

musalia disse...

inês, aqui podes comentar os comentários que entenderes :)

e sim, somos.

musalia disse...

laerce

o mesmo tema, interessante tema, diga-se, tratado por vários autores. várias interpretações/leituras. muito comum. trazes uma contribuição: Flaubert.

a escrita, sem pontos nem vírgulas, neste caso. a pontuação está no ritmo dos olhos/pele de quem lê, neste caso. como noutros. muito comum. a tua contribuição: pontuação na 'tua' leitura :)
enriquecedor...

beijinhos.