10.10.07

cai lenta a boca nas palavras...

foto de katia chausheva


os lábios mergulhados na denúncia
de um verso que não soube dizer-nos

22 comentários:

Sophia disse...

Hoje silenciaste-me com a perfeição desse pensamento.

:) Baci

Fallen Angel disse...

.. de um verbo que soube calar.

laerce disse...

Mas nada está perdido posto que a denúncia tem mais força que o próprio verso.

Andreia Ferreira disse...

Não sei comentar-te. Simplesmente não sei. Fica só um beijo de quem te lê sempre. E sempre com o mesmo deslumbramento.

Cometa 2000 disse...

há silêncios que falam muito alto...

:) bom fim de semana.

Ida disse...

Que blog bonito e elegante! Adorei! Um deslumbre mesmo, como já disseram e de uma economia preciosa e feminina. Beijos

eyes shut & what's keeping you awake? disse...

o título deste post.... que maravilha...

_________________________________*







:)

Su disse...

gosto de passar e ficar aqui....

jocas maradas de silencio

Pedro Branco disse...

É na ponta dos meus lábios que as palavras se encruzilham em todas as procuras. Em todos os labirintos e cores dos agectos. Aconchegados pelo olhar sempre mais profundo. Certas de que a sua vida é o meu peito.

musalia disse...

o silêncio, sempre o silêncio, mesmo quando falamos...
bjs, sophia :)

musalia disse...

talvez seja, 'calar'...
fallen angel :)

musalia disse...

laerce, o silêncio, só por si, pode bem ser uma denúncia...

bjs.

musalia disse...

andreia, um beijo para ti, também :)

musalia disse...

também o creio, cometa 2000
foi um bom fim de semana :)

musalia disse...

ida, obrigada pela tua visita:)
palavras gentis, as tuas.
bjs.

musalia disse...

eyes &, uma estrela no final do traço, já sei :)
bj.

musalia disse...

su, fica, escuta e descansa,
bjs.

musalia disse...

pedro branco, e sentimos todas as palavras que dizemos/escrevemos?....
:)

Jaime A. disse...

fecham-se os lábios;
há rimas
que escorrem,
em ruídos infames;
trepam lentas,
pelos penedos da memória
e regressam
espumando a denúncia,
entre trinados de mentira,
de salvas
pardas de silêncios
de mentira,
deslizando
pelo ardor
de uma verdade
pura,
que já ninguém sabe,
que já ninguém quer.

musalia disse...

jaime a., reflicto em 'que já ninguém sabe, que já ninguém quer'
:)

magarça disse...

Demora-se na dúvida, no medo da recusa..

musalia disse...

magarça, ou no medo da aceitação...