6.4.08

tímidas teias, as mãos onde tudo se arrisca.

Viver é também isso.
Percorrer um campo de anémonas
quase com vergonha do que
trazemos escondido, na mão.


A vida é uma história ainda mal contada

Suas cores são um milagre.
De púrpura violácea, de púrpura escarlate
de púrpura carmesin.


Assim o manto do seu encontro.
Feito de romãs e sinos de oiro.
Da matéria dos holocaustos.



Mário Rui de Oliveira






excertos - Em estado puro;Lispector;Mark Rothko (para José Tolentino Mendonça)
fotografia de Katia Chausheva

9 comentários:

Ciranda disse...

A vida é uma história ainda mal contada.
Muito mal contada.
Boa semana.

CNS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CNS disse...

Cabe-nos reconta-la e reconta-la... E talvez mais uma vez.

L. disse...

musalia

deixo o meu link, blog novo de poesia

http://parecepouco.blogspot.com

abraços

musalia disse...

que esteja a ser uma boa semana para ti, ciranda.
:)

musalia disse...

podemos, mas permanecerá sempre mal contada. digo eu :)

musalia disse...

obrigada, luís. irei por lá :)

laerce disse...

Interessante esta ligação escritora/pintor. Ela e ele tocam-se na técnica de abordagem do Género Humano, ou A Paixão de GH, de Lispector.

beijinhos

musalia disse...

laerce, são três textos distintos; 'Em Estado Puro', 'Lispector' e 'Mark Rothko'...eu é que os 'misturei', retirei excertos de todos eles.

beijinho.